Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 22 de abril de 2015

"Shevell Duvell"

Another "Esferonaifa" oldie! I swear I can never make this again, ah,ah,ah! (not LOL, because it means "L******our lord).Shit...

"A Dark one"

Small study of darkness, from Esferonaifa.I hate darkness...

quinta-feira, 16 de abril de 2015

"Terror...ismo"

...Esferonaifa.

"A Flora Passiva" - conto

A primeira célula terrorista anti-governo instalara-se em Vialonga em 1978.O seu nome"Passiflora", tornara-se palavra proíbida na freguesia desde o momento em que foi proferida em público.
 Assentaram quartel nas catacumbas do "Refúgio do Mocho". Mocambel (nome de código), era o oficial máximo da organização. Dissera aos outros, na altura, que o plano estaria concluído em 2015.
 E assim foi. Volvidos todos estes anos, é com orgulho que vos comunico que hoje será levado a cabo o maior ataque de sempre a uma instituição estatal portuguesa:
 As Finanças de Alverca (Alverca AT)!
 Dezassete homens-bomba estão neste momento a bordo de um autocarro , dirigindo-se ao seu alvo. Vai ser lindo. Sei que o público, em geral, vai gostar.
 "Os animais são nossos amigos, o Estado não"
 É este o nosso lema. Não espero outra coisa que o sucesso para esta nossa empresa.
 Entretanto, Mocambel está ao telefone com o soldado principal. Tinham sido descobertos os planos! Foi um pica, malfadado revisor da Rodoviária Nacional que alertara as autoridades, pois tinha cheirado a pólvora nas mochilas. A GNR estava neste preciso momento no encalce do autocarro.
 Tudo está perdido! O ataque, tão demorada e minuciosamente calculado, falhou!...
 Vou para casa...trancar-me no quarto, digo que me dói os dentes ou uma merda qualquer.
 Até sempre camaradas!

 Fmi

"Mr. Kool Kat"

Um belo gatinho da Esferonaifa.

quarta-feira, 15 de abril de 2015

sábado, 11 de abril de 2015

"Missil Face"

Last night, playing with pc paint...

"Revianga"

  Fui apanhado numa revianga,
 Aos matrecos
 Pós lados da Amareleja
 E a mulher que não veja
 A pedrada que apanhei
 De gáspia e cerveja!
 Não ganhei nem um jogo
 Nem um golo que se veja
 Mas fui apanhado
 Numa revianga
 Pós lados da Amareleja...

"Rufed"


"A Study in Mind Control"


"Velha Babilónia"

 
 A puta pecaminosa
 Velha Babilónia!
 Toda Lustrosa,
 Eternamente a pecar
 Sádica, lasciva e
 Gulosa
 Tem ritual para exterminar
 A mim, a ti
 Ao meu e ao teu filho
 Envenena tudo aquilo que comes
 Até te  Frankensteina o milho
 Enquanto dormes

 Mas para tudo isto
 Tás-te tu a cagar
 Eu aviso, tu passas um visto
 E lá vais mais essa puta
 Os dois...a namorar

"Espinola"

Sim, um titúlo parvo. Mas não me lembrava do original, aquando postei há alguns anos na Esferonaifa.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

"Altifalantes Cognitivos da Mente"

Grande embrulho!

"Autêntica Conspiração"

Autêntica Conspiração

 Tou prisioneiro
 Neste enorme campo de concentração
 Poucos pessoas o sabem,
 Autêntica Conspiração
 Pedir ajuda a quem? Ao Governo?
 Tão metidos nisto até mais não!
 Autêntica Conspiração
 Os outros prisioneiros
 Nem sabem que o são
 Manda-me queixar ao Totta
 Mas esses financiam
 Toda esta situação
 Tentei fugir mudando de nome
  Agora sou o Carlos Mansão

 (poeta popular)

"O Medo"

  O medo
 É um assassino de mentes
 O ódio
 Sobe depois ao pódio
 E por mais que tentes
 Jamais esconderás a verdade
 Ela sai sempre ilesa
 E, como todos deviam saber
 É mais importante que a beleza!

quarta-feira, 8 de abril de 2015

"...pencil Drawing"

Another one from "Esferonaifa".

"Auto-Mosh"

 Auto-Mosh

 Um dia destes, ao chegar a casa, arrebateu-me esta ideia: fazer um mosh a mim próprio.
 E fi-lo! Atirei-me para cima de mim, com tal violência que parti-me duas costelas, fiquei como o Marylin Manson, e nem a dor incomodava.
 Sentir dor? Ora essa! Nããã! Aguentei-me á jarda, enrolei ligaduras á volta dos meus teclados e siga.
 Após algumas horas é que a dor começou a atormentar. Também não me importei muito, mamei um ópio do povo e esperei. No dia seguinte é que foi pior, as malditas dores fustigavam com violência. Dores e mais dores. Até que alguém da minha familía levou-me ao hospital. Ainda esperniei , mas lá fui á força.
 Semanas a apanhar cús médicos e cas enfermeiras jeitosas ás quais pedia ópios do povo (e davam-me). Lá fiquei curado e mandaram-me para casa. Encantado da vida, pus uma musiquinha da moda, desviei os móveis e...Mosh!!!!!

 Fim

sábado, 4 de abril de 2015

"The Voting Dead"

Ainda há quem pense que votar muda alguma coisa...Foi o q me inspirou para esta ilustração, e mais a porcaria da telenovela do "Walking Dead". Vota Zombie!

sexta-feira, 3 de abril de 2015

"Rabmobil - Bonecos pó puto!"

mais um ShinShan pó puto. Went to Olivals, to visit his great grand father.

"Calma de Morte"

 "Calma de Morte"
 
 
 Não aguento
 Esta calma de morte
 Tragédia momentãnea
 Que me dita a sorte
 Mas agora já chega!
 Vou ter que me espevitar
 Dar um golpe na barriga
 Tripas pó alguidar
 Provarei que a sorte não existe
 E a mortalidade é que está a dar!

quinta-feira, 2 de abril de 2015

"Obscene Extreme"

Ilustração alusiva ao meu entretem de metal do momento: o festival Obscene Extreme, Óinc-óinc!!! Eu e o Browel temos visto umas bandas maradas!

"The Unknown Soldier"

O Soldado Desconhecido...Prenúncio de guerra antigo, dos tempos da "Esferonaifa".

"A Guerra da Palmeta"

 A Guerra da Palmeta
(cagada poética em três actos)

 Espingardas de Pescada
 Granadas de Atum
 Cimitarras de Espadarte
 Balas voam em zum-zum

 É a Guerra da Palmeta
 Mandam os Generais Tubarões
 A Sardinha toca a corneta
 Atacam os camarões!

 Cadáveres amontoam-se na praia
 Não há tempo pá desova
 Só sobreviveu uma Raia
 Mas tá cús pés para a cova...